– Masturbação: sexo solitário ou autoconhecimento?

 

A masturbação é o caminho mais rápido para alcançar uma vida sexual mais prazerosa. Se você esquecer os tabus e usá-la corretamente.

Masturbação tanto para homens ou para mulheres é uma prática sexual muito comum e normal. Não há nenhum adulto que nunca tenha se masturbado, embora alguns neguem e dizem que nunca o fezizeram. Talvez por vergonha, talvez por medo de que os outros irão pensar, mas isso é desnecessário porque masturbação é um ato natural e a atividade sexual mais frequente.

Por que condenam a masturbação se é fazer sexo com alguém que eu amo.” – Woody Allen

Masturbação não depende se estamos vivendo um relacionamento, se você tem um parceiro ou parceira, porque faz parte da sexualidade. E a sexualidade acompanha o ser humano por toda a sua vida, pois é uma de nossas necessidades básicas. A masturbação ao longo da vida altera somente as suas manifestações e intensidade. Isto acontece em função da produção hormonal de cada fase. Enquanto na infância é refletida pela necessidade de amar seus pais, carícia, um abraço, etc, no início da puberdade ela aumenta significativamente por conta da produção hormonal, iniciando o corpo a despertar o desejo de atividade sexual real.

Na puberdade o corpo está mudando, os órgãos reprodutivos amadurecendo e estão se desenvolvendo rapidamente. Uma criança observa seus órgãos em parte por curiosidade, explora as sensações sem entender claramente o que esse toque representa, sem malícia, apenas a título de conhecimento. Mas com o tempo e amadurecimento do seu organismo surgem os primeiros momentos de emoção.

Os meninos sentem que olhando para as meninas cresce uma inquietação estranha. Se encontram um material erótico ou tem um contato mais próximo com alguém que mexe com seus sentimentos, como um simples beijo ou até mesmo dançando, seu pênis ficará ereto. E são esses pequenos estímulos é que se desenvolvem as suas primeiras ereções.

Para as meninas essa fisiologia se manifesta com um leve formigamento no peito e no abdômen, as mucosas surgem deixando os órgãos genitais mais umedecidos, sentem-se molhadas. Tudo isso é a presença de sentimentos, do desejo, um estímulo que as leva ao conhecimento íntimo. E porque a emoção é um estado bastante feliz, tão logo irão descobrir que estas condições as levam ao prazer.

Ambos, na procura por conhecimento pessoal durante a adolescência, acabam por curiosidade se estimulando e acariciando suas zonas erógenas, buscando conhecimento íntimo, emocional e acabam descobrindo o orgasmo. Isso é muito natural, não devemos bloquear ou impedir esse conhecimento íntimo, pois ele será muito importante para a sua fase adulta onde a vida sexual é uma necessidade básica para todo ser humano.

Por que as pessoas se masturbam?

Masturbação geralmente é acompanhada por fantasias sexuais e levam ao auto conhecimento. Para os adolescentes é uma boa experiência, pois ao longo da vida essa será uma forma de descobrir o que dá ou não prazer ou estímulo sexual.

Além do fato de que cada pessoa acaba por conhecer seu corpo melhor e aprender a regular a sua excitação, o que pode lhe proporcionar orgasmos mais intensos. Esse treinamento é essencial para o futuro sexual quando o parceiro aprende a se controlar, para juntos chegarem ao clímax, ou mesmo aprender a esperar pelo prazer da parceira(o).

A masturbação é como uma necessidade fisiológica, um treinamento para o corpo ir se habituando aos estímulos sexuais. Uma necessidade natural que faz bem para o corpo e para a mente.

A sexualidade, além da procura por prazer, busca algo em comum com quem a pessoa se relaciona e o auto conhecimento que a masturbação proporciona na fase de treinamento fará certamente o “adulto” ser uma pessoa mais responsável e controlado, conhecedor de seus limites e prazeres e ainda respeitar o prazer do outro, pois conhecerá que cada um tem um mecanismo de prazer diferente e individual.

A masturbação deve ser apenas uma atividade sexual complementar ou alternativa, mas não pode se tornar um vício controlador. Deve ser praticada só ou com o seu parceiro(a) na busca do conhecimento e por maior prazer na relação.

Acessórios para a masturbação

No passado as pessoas eram um pouco mais complicadas, mas hoje em dia há uma série de brinquedos eróticos que enriquecem muito a prática. São muitas opções que ajudam a simplificar, melhorar e especialmente descobrir novos sentimentos e prazeres.

Vibradores: Muito utilizados pela mulher que quer conhecer e estimular a suas regiões erógenas, além de poder também substituir o pênis em sua necessidade sexual de penetração vaginal. Existem vários tipos, desde os de formato anatômicos que se encaixam na mulher proporcionando prazeres e penetrações variadas, como também existem os vibradores tipo Pênis Realístico que são os reais simuladores de um pênis. Nessa categoria de Pênis Realístico você pode ter variações de formato, largura, tamanho e também de material como os de silicone, silicone medicinal e os de cyber skin, que simulam a textura da pele humana.

Vibradores Ponto G: Vibradores com uma anatomia de curvas especiais que quando inseridos na vagina podem estimular não só a parte interna, como têm o objetivo de atingir e estimular o ponto G. Entre as mulheres estes vibradores são muito populares.

Vibradores clitóris: Estes vibradores costumam proporcionar à mulher uma variedade de orgasmos por estimular seu terminal mais sensível, o clítóris. Os vibradores para esaa região nem sempre são para penetração, mas são muito interessantes se utilizados nas preliminares. Existem vários com tipos de vibrações diferentes para proporcionar orgasmos e sensações diferentes.

Vibrando butterfly: Acessórios que possuem um vibrador que fica acoplado em um tipo de borboleta, deve ser encaixado na vagina e podem ser usados como uma calcinha. Existem vários formatos, mas geralmente são feitos em material tipo “Jelly” e presos por uma cinta. Os apêndices desse vibrador devem ser introduzidos na parte exterior da área genital, de modo que com um controle remoto você poderá lançar mão de seu prazer em qualquer lugar que estiver.

Vibrador tipo bullet: São pequenos e sutis vibradores que possem um poder incrível de vibração. Os de formato ovalar são um clássico e alguns possuem um controle remoto sem fio que é muito prático para se usar em qualquer situação.

DICA: Deixe seu parceiro no controle de seu prazer, isso pode ser muito divertido.

Vagina artificial: Este masturbador é um acessório ideal para substituir uma verdadeira vagina feminina. São feitos de materiais flexíveis e finos com objetivo de proporcionar um prazer muito similar ao prazer de penetrar uma vagina. Geralmente possuem forma cilíndrica, com uma abertura na entrada que se assemelha com os lábios vaginais ou até mesmo do ânus. A entrada é sempre pequena, mas é muito elástica de modo que cobre todo o pênis. Alguns masturbadores possuem texturas em seu interior para maior estimulação. A pressão sobre o pênis ao entrar e sair proporciona experiência orgástica incrível.

Existem também masturbadores que possuem um vibrador interno, o que pode ser uma experiência muito interessante.

DICA: Use sempre um bom lubrificante para que você sinta melhor os movimentos e também não rasgue o masturbador.

Masturbação manual: Se você curte o manual, pode usar luvas estimuladoras que podem proporcionar texturas e sensações muito interessantes. Cosméticos eróticos que possuem uma variação de temperatura, de textura e também pode ser um excelente acessório para a sua tradicional masturbação. O importante é fazer sempre uma variação da clássica masturbação com as mãos.

Bonecas infláveis: Acessórios com o formato e moldes do corpo feminino, só que em menor proporção. Geralmente são feitos de borracha, mas existem algumas que simulam a pele humana. As bonecas têm três entradas que permitem a simulação da penetração vaginal, anal e até mesmo o sexo oral.

Massageadores de próstata: brinquedos de anatomia interessante que são inseridos no ânus, onde propositadamente estimulam a próstata. Na parte exterior geralmente estimulam ao mesmo tempo o períneo (lugar entre os testículos e ânus) proporcionando um prazer indescritível. Estes massageadores são feitos de materiais mais fortes para manter a forma durante a penetração e cumprir a sua função. Muitos homens relatam terem uma experiência muito agradável e emocionante, além de ajudar a manter a próstata muito mais saudável.

Os riscos e tabus

Durante séculos as pessoas foram levadas a pensar que a masturbação é pecaminosa, prejudicial, chegando ao absurdo de relacionar a ela efeitos como pelos nas mãos, cegueira, impotência, etc. Tudo mito, pura besteira.

A masturbação é um ato de autoconhecimento, ajuda no autocontrole para evitar ejaculação precoce ou ejaculação rápida.

O único risco é deixar que o ato torne-se algo descontrolado, excessivo. Também, os homens devem evitar chegar ao orgasmo quando o membro não estiver totalmente ereto, pois isso afetará a sua performance depois durante o ato sexual. Fora isso, mãos à obra!

Você pode aprender esta e outras técnicas cadastrando-se aqui no site para receber dicas e ganhar um ebook exclusivo.
Com informações da Folha de Vitória